sábado, 28 de janeiro de 2012


Voe

Sois apenas pássaros perdidos
Que num pouso forçado, 
O desânimo visitou. 
Mas quantos voam ao teu lado. . . 
É só erguer tua cabeça, 
Abrir tuas asas e seguir teu rumo. 
Segue o barulho das águas. 
Segue teus iguais, volta, 
Cumpre teu papel, 
Ocupa teu espaço outra vez. 
Sois apenas pássaros perdidos
Que o descuido cobrou. . . 
Agora é preciso que sejas corajoso. 
Pássaro colorido, 
Que percorre o céu com habilidade, 
Enfeitando a vida de tantos olhos, 
Volta a voar

Um comentário: